canto

(para o fantasma que me acompanha)

E o fatal aconteceu

Proveu aquela triste história

Da memória de tempos atrás

E mais, tudo o que agora podia ver

Acharam poder, o lugar encantado

Não guardado por fadas, elfos

Nem espadas, a fenda do tempo, um universo paralelo

Uma espécie de elo, um grilhão bendito

Era infinito o agora

E lá fora, nada mais existia

Ela sabia que ele sempre estivera ao lado

Provado de sua eterna companhia

E outro dia, foi sobre ele que ela escrevera

Mostrara a ele que sabia

Queria que ele lesse

E se pudesse responder…

Mas o ser apenas, como sempre, não respondeu,

Se mexeu, mostrou que estava ali

Em si, ela era de fato dele

Era ele, que o que ela nunca soubera…

Anúncios

1 Comentário »

  1. de certo modo eu tinha esperança que ele respondesse….
    🙂


{ RSS feed for comments on this post} · { TrackBack URI }

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: