As palavras são…

As palavras são tingidas
Já se encontram aqui
Apenas ganham materialidade
Forma
Ao passo que movo os dedos
As palavras são fingidas
É assim que trago
Seu retrato sem voz
Seu recado sem cor
Das que
sempre existiram
E sempre existirão
As palavras são sentidas
Ainda que não haja mais vida
Porque antes dela já eram
E delas escravo
Poeta, portador
Carrego o fardo
As palavras são feridas
São vozes de outro mundo
Que mudo transponho
O real ao sonho.

Anúncios

1 Comentário »

  1. janice diniz Said:

    Caramba! A admiração é recíproca. Tu escreve muuuito. E ainda tem a desfaçatez de ser poeta, coisa que eu jamais me atreveria a tentar….rs Falta-me talento e sensibildade que somente os poetas, como tu, os têm. Eu fico na minha, num canto, prosando a palavra, tentando fotografar a vida ou me esconder da realidade… Mas, sim, as palavras são feridas e muitas vezes, quando escrevemos, sangramos no papel nossas emoções e nossos sentimentos pisados. Sabe, depois de ler tuas palavras, fico com mais desprezo ainda por aqueles que dizem expressões como “palavras ao léu”; não, elas têm força, sentido, significado, vida.

    Parabéns!

    Abração


{ RSS feed for comments on this post} · { TrackBack URI }

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: