E o que há de novo em tudo isso?

Senão essa tão conhecida ida e vinda de fatos?

Sinto-me como num último beijo, como no fim do mundo, como na hora derradeira…

Mas confortada por um conforto tão sem sentido e preguiçoso de como quem tivesse acostumada com a vida.

Estou no topo do mundo, ao sabor dos ventos, esperando o que virá…

Tem tanta força esperando pra ser consumida…

Tantas idéias querendo vir à tona…

Eu átona, atônita, atômica…

Respire.

É tudo efêmero. Transcendente.

Findo.

vida, vida, vida, vida…mostrai-te a mim!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: